Tratamentos

RINITE/SINUSITE

Rinite/sinusite

Sinusite é em um processo inflamatório de um ou mais seios da face. É importante identificarmos a causa para  indicar um tratamento adequado. 
Muitas pessoas chegam no consultório com a idéia de que sinusite não tem cura, mas grande parte dos casos respondem muito bem ao tratamento, com a resolução do quadro por completo. Para isso o paciente deve procurar um especialista e fazer uma avaliação minunciosa.

Abaixo seguem algumas definições:

Rinossinusite - nariz entupido, secreção espessa nasal e tosses são os sintomas mais comuns.  Pode haver também perda de olfato, sangramento nasal e dor ao redor dos olhos.

Sinusite Aguda - quando os sintomas se iniciaram em até um mês. Pode ser decorrente de uma crise de rinite alérgica não resolvida ou de uma infecção viral que evoluiu com obstrução dos seios da face.

Sinusite Aguda Recorrente - Crises recorrentes de sinusite que podem implicar em um tratamento semelhante ao da sinusite crônica.

Sinusite Crônica - quando os sintomas se iniciaram há mais de 1 mês. Tem diferentes causas e seu tratamento pode envolver tratamento clínico - somente com remédios - ou cirúrgico.

Para melhor elucidação do quadro, além de uma análise minunciosa do histórico, grande parte dos pacientes devem ser submetidos a nasofibroscopia e tomografia computadorizada de seios paranasais, avaliando a presença de alterações anatômica que podem predispor ao quadro.

Quando necessária, a cirurgia a ser realizada é a FESS - Functional Endoscopic Sinus Surgery, que pode ser combinada com a septoplastia quando houver desvio de septo.

Idealizada por Messerklinger, a técnica cirúrgica consiste na abertura ou ampliação dos óstios de drenagem dos seios da face acomentidos por um processo infeccioso crônico ou recorrente. Utilizando câmeras e pinças específicas, é possível atuar com precisão nas regiões acometidas pela doença, levando a uma melhor ventilação dos seios da face e melhor qualidade de vida.

A cirurgia de FESS é apenas uma parte do tratamento, e o paciente deverá manter acompanhamento periódico para um resultado permanente tanto no pós-operatótio imediato, quanto tardio.

Rinite - nariz entupido normalmente em báscula (ora um lado obstruído, ora outro), coceira no nariz, espirros e coriza são os sintomas mais comuns de quem tem rinite.  Se ela é alérgica ou não, cabe ao médico fazer uma avaliação.

Para pacientes com rinite, é necessário sempre fazer uma avaliação otorrinolaringológica para determinar a presença de alguma outra alteração (desvio de septo, pólipo nasal, entre outros).

Recomendações:

  • - Retirar de casa tapetes, carpetes e cortinas;
  • - Retirar bichos de pelúcia, livros, e tudo que não for de uso constante. O quarto tem que ter o mínimo de coisas possível;
  • - Procurar sempre morar em locais onde os dormitórios sejam ensolarados e onde bata sol durante o dia.  É sempre bom deixar a janela aberta;
  • - Nunca passar a vassoura, usar somente pano úmido e/ou aspirador;
  • - Não ter animais de estimação - cachorro, gato, periquito, papagaio, etc.  Se não houver outra opção, dê banhos semanais e evite ao máximo o contato direto e a circulação nos dormitórios. Dar preferencia àqueles que não soltam pêlo;
  • - Evitar áreas de umidade ou mofo, elas podem ser a causa de todo o problema.
  • - Usar Edredon ao invés de cobertor;
  • - Não usar roupas de lã. Dar preferência a materiais sintéticos ou algodão.

Realizar lavagem do nariz com solução fisiológica que pode ser feita com soluções prontas que existem no mercado, ou ainda, com soro fisiolófico e uma seringa de 10 ml, realizando a instilação lenta de 5 ml em cada narina e inalando até a solução cair na boca. Repetir esse processo duas vezes ao dia sempre. É importante entender que trata-se de um problema, na maioria dos casos, crônico e esta lavagem funciona do mesmo modo que escovamos os dentes para previnir a formação de cáries e outros problemas da cavidade bucal. Previnir é a palavra chave sempre que falamos de Rinite e para isso servem todas essas orientações.


CONFIRA OUTROS SERVIÇOS: