Tratamentos

RONCO EM ADULTOS

Ronco em adultos

O ronco é definido como a ressonância realizada por alguns adultos quando dormem, o que pode ser um grande incômodo.

Quando não é acompanhado de apnéia (parada na respiração), o chamamos de Ronco Primário e, nestes casos, podem servir algumas recomendações:

- Nunca dormir de barriga para cima. Se você tiver dificuldade para se habituar, pode dormir com uma mochila nas costas, ou ainda, costurar 3 bolinhas de tênis nas costas do pijama.

- Perder peso quando for necessário. A obesidade ou sobrepeso são as principais causas de Ronco e Apnéia do Sono, portanto, um regime é fundamental.

- Comer comidas leves e em pequena quantidade no jantar, evitar carne vermelha, gordura, fritura, café, chá preto, chocolate e bebidas alcoólicas. Esperar 2 horas do jantar pelo menos para dormir.

- Não fumar, principalmente antes de dormir.

- Evitar exercícios físicos 3 horas antes de dormir.

Outros tratamentos possíveis - cada um destes tratamentos deve ser indicado pelo médico especialista de acordo com o problema de cada paciente:

1 - Injeção Roncoplástica - Método que vem sendo usado nos últimos anos, consiste na aplicação de uma substância no palato mole em 3 pontos distintos promovendo um aumento na rigidez dos tecidos na região, com isso diminuindo o ronco em alguns casos. Trata-se de uma opção mais interessante do que o laser (LAUP) e a radiofrequência já que pode ser realizada no consultório e o retorno imediato as atividades diárias.

2 -Cirurgias do ronco - uvulopalatofaringoplastia e cirurgias que visam a melhora da patência nasal.

- Uvulopalatofaringoplastia - Realizada em pacientes que estão no seu peso ideal ou próximos dele e que têm amígdalas relativamente grandes, sendo que quanto maior o tamanho das amígdalas, espera-se um melhor resultado na resolução do problema.? A cirurgia consiste basicamente na remoção das amígdalas e na realização de alguns pontos que abrem o espaço da faringe para previnir o colabamento das estruturas que geram o ronco.

A cirurgia de remoção de amigdalas pode ser realizadas em adultos e crianças. Sempre sob anestesia geral, o tempo cirúrgico é de cerca de 30 minutos, independente da realização da cirurgia das adenóides junto. Existem diversas técnicas cirúrgicas para a remoção de amigdalas, sendo as mais comuns:

Dissecção a frio - é realizada a cirurgia por meio de instrumentos e a ligadura dos vasos é feita através de pontos.

Cauterização com Bipolar - a amígdala é dissecada enquanto ao mesmo tempo são cauterizados os vasos adjacentes.

Coblation - Por meio de um plasma, é possível realizar a dissecção minunciosa da amigdala sem que haja um aumento excessivo da temperatura e agressão aos tecidos. Melhor pós operatório inicial devido a menor quantidade de dor.

Septoplastia e Turbinectomia - Cirurgia que vem sendo cada vez mais realizada devido à grande prevalência de rinite em São Paulo, que leva a um aumento dos cornetos, quadros alérgicos e de sinusite crônica. ?    Sempre feito com endoscópio, câmera e pinças específicas, sem nehum corte externo, durante o procedimento é realizada a ressecção do desvio septal e de cerca de 40% do volume da concha nasal inferior com o uso da tecnologia de plasma através de um aparelho chamado Coblation, faz com que a turbinectomia seja um procedimento cuja recuperação é mais rápida e com menor agressão aos tecidos operados, uma vez que ocorre a cauterização do excesso de mucos, sem haver um aumento de temperatura intenso como ocorre com os laser e aparelhos de cauterização convencionais.

Após a realização da cirurgia endoscópica nasal, temos a opção de utilizar uma substância que auxilia na coagulação e cicatrização chamada Surgiflo, auxiliando em uma recuperação mais tranquila do paciente.

3 - Aparelho intra-oral - este tratamento é reservado para casos selecionados e é realizado por um ortodontista especializado em medicina do sono.


CONFIRA OUTROS SERVIÇOS: